Inmetro suspende venda de AC Philco com nível de eficiência abaixo do mínimo

“O Inmetro determinou a retirada de circulação de dois modelos de ar condicionado da marca Philco que não atendem aos valores mínimos de eficiência energética para serem comercializado no país, mas que são vendidos como se fossem eficiência nível A. Os aparelhos com o nível de eficiência energética similar ao dos modelos PAC9000TFM9, de 9.000 BTU/h, e PAC12000TFM9, de 12.000 BTU/h, da Philco, deveriam ter sido retirados de circulação no dia 30 de junho do ano passado. A reportagem pesquisou os modelos da Philco em diversos marketplaces como Magalu, Casas Bahia, Americanas e Extra e constatou que eles seguem sendo comercializados. As varejistas também podem ser multadas por comercializar esses produtos, de acordo com uma portaria do Inmetro. A coluna tentou contato com a Philco, mas não obteve resposta. A investigação do Inmetro foi feita após uma denúncia da Eletrolux e acontece em meio a uma tentativa do governo e de movimentos da sociedade civil de incorporar na legislação da Zona Franca de Manaus contrapartidas de eficiência energética para a produção de aparelhos de ar-condicionado.”

A notícia ainda cita: “Diferentemente de refrigeradores, que gozam de uma política de benefício fiscal para estimular a eficiência energética — ainda que com distorções — os aparelhos de ar condicionado recebem incentivos da ZFM sem qualquer contrapartida. Uma consulta pública sobre o tema foi aberta em dezembro do ano passado pelo Ministério da Economia, mas foi retirada do ar dias depois — por pressão de fabricantes e fornecedores de compressores, segundo apurou a coluna. As indústrias pediram mais tempo para fazer testes técnicos e poder negociar os termos de uma nova proposta.”

Notícia veiculada pelo Blog Globo, em 31 de agosto de 2021. Crédito do  Texto: Mariana Barbosa

COMPARTILHE