Técnico em refrigeração morre após explosão em câmara fria

Publicado em 5 de setembro de 2019

A explosão ocorreu na noite de segunda-feira (2) e matou o técnico em refrigeração Alfredo Gentile, 64, no momento em que realizava a manutenção de uma câmara fria da empresa Martone Logistica, companhia de armazenagem e distribuição de produtos congelados. O acidente aconteceu em Fondi, na Itália.

A causa exata do acidente ainda está sendo investigada, mas as autoridades acreditam que uma falha na tubulação de alta pressão possa ter ocasionado a explosão, segundo a imprensa local.

A vítima da fatalidade que vem sendo investigada como homicídio culposo era proprietária de uma empresa chamada Frigoterm e estava trabalhando junto com seu filho. Apesar do rápido atendimento prestado pelo serviço de emergência, o refrigerista não resistiu aos ferimentos.

O filho, que também ficou ferido, foi transportado de helicóptero para um hospital na região. Seu estado de saúde não era grave e, por isso, ele teve alta logo em seguida.

Brasil

Em abril deste ano, o técnico em refrigeração Everaldo Ramos, de 49 anos, morreu e o ajudante ficou ferido após uma explosão de gás durante a manutenção de uma geladeira no Amapá.

Ramos, que era o dono da empresa, estava com o botijão entre as pernas quando o material explodiu durante o recarregamento de gás. O ajudante ficou ferido na mão direita e no rosto, por conta da explosão.

 

O ajudante ferido foi internado no Hospital de Emergência de Macapá.- Foto: Jorge Abreu/Arquivo G1

Cuidados

Deve- se sempre contratar um técnico que seja habilitado e que realmente faça o uso das boas práticas de manutenção.

COMPARTILHE