Últimos dias para inscrições na chamada pública de projetos de eficiência energética da Enel SP

Inscrições poderão ser feitas até às 17h de quarta-feira, 17. No total, serão disponibilizados R$20 milhões para financiamento dos projetos;

  Podem se inscrever projetos os clientes das classes residencial, comercial e serviços, industrial, rural, poder público, serviço público e iluminação pública

Na próxima quarta-feira (17), termina o prazo para que clientes dos 24 municípios da área de concessão da Enel Distribuição São Paulo inscrevam os seus projetos na Chamada Pública de Eficiência Energética, promovida pela distribuidora. Clientes das classes residencial, comercial e serviços, industrial, rural, poder público, serviço público e iluminação pública poderão realizar sua inscrição para participar da seleção. Ao todo, a distribuidora irá disponibilizar R$ 20 milhões para financiar projetos com foco no consumo eficiente e sustentável de energia elétrica, contribuindo para reduzir o valor nas contas de luz. Para participar, os projetos submetidos precisam custar entre R$ 1 milhão e R$ 3,5 milhões e devem contemplar temas como troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas motrizes, instalação de aquecedores solares e sistemas fotovoltaicos, modernização de sistemas de iluminação e refrigeração, entre outros. A execução dos projetos selecionados está prevista para ocorrer entre os anos de 2022 e 2023. A Chamada Pública torna mais transparente e democrático o processo de escolha dos projetos e obras beneficiados pelo programa. O edital está disponível para consulta dos interessados no site da CPP https://enel-sp.chamadapublica.com.br/Na edição de 2020 realizada no início deste ano, foram selecionados 11 projetos de Eficiência Energética em iluminação pública, troca de lâmpadas, climatização com substituição de aparelhos de ar-condicionado, troca de equipamentos diversos e construção de usinas de energia solar, entre outros. O Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição São Paulo já investiu aproximadamente R$ 957 milhões em 394 projetos com foco no consumo eficiente de energia em equipamentos, instalações elétricas, processos, ações educacionais e usos finais de seus clientes. “Todos os anos realizamos as chamadas públicas com o objetivo de estabelecer uma relação que beneficie a sociedade como um todo. Muitos desses projetos submetidos alcançam essa visão de levar ganhos energéticos e tornar mais eficientes os serviços já oferecidos por essas instituições beneficiadas, sejam elas comerciais, industriais e ou de serviços públicos. Com isso, buscamos apoiar iniciativas que consigam aliar benefícios econômicos e reflexos positivos para a sociedade e o meio ambiente”, afirma Solange Mello, responsável por Sustentabilidade da Enel Distribuição São Paulo.

Como se dá a seleção? A seleção das propostas da Chamada Pública passará por análise e classificação dos projetos, que levará em conta a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas, desenvolvimento da proposta e ações inovadoras, além da pontuação atingida de acordo com os critérios estabelecidos e divulgados no edital. A classificação dos projetos habilitados segue metodologia definida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), por meio de uma Comissão Julgadora, que irá analisar e pontuar os projetos submetidos de acordo com os critérios estabelecidos em edital. Neste ano, os projetos também receberão pontuação relacionada ao tema de Economia Circular. No mês de agosto último, a Enel promoveu o Workshop On-Line de Chamada Pública de Projetos com o intuito de explicar como funciona a CPP e como os consumidores podem participar da iniciativa. A gravação está disponível no site https://enel-sp.chamadapublica.com.br/

Sobre o programa – O Programa de Eficiência Energética (PEE) da Enel Distribuição São Paulo é regido pela Lei n° 9.991, de 24 de julho de 2000, e regulamentado pela Aneel. A legislação determina que distribuidoras de energia apliquem anualmente 0,4% de sua receita operacional líquida anual no desenvolvimento em ações de eficiência energética no uso final de energia elétrica, por meio de projetos executados em instalações dos consumidores. Ao assumir um compromisso público com seis dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU, o projeto da distribuidora, Enel Compartilha Eficiência, coloca em prática uma iniciativa que colabora com a melhoria da eficiência energética, impulsionando o ODS de número 7, que consiste em assegurar energia confiável, sustentável, moderna e a preço acessível para todos.

COMPARTILHE